Inspirar-se com referências criativas e inovadoras é sempre uma boa pedida para refrescar as práticas
do dia a dia e catalisar ideias transformadoras. Aqui, você confere três projetos muito instigantes do setor da
moda, que podem fazer você consumir de maneira mais consciente.

“A escolha de  peças com maior qualidade e durabilidade e que realmente façam sentido no seu armário e na
sua vida é o caminho para um consumo sustentável.” 

1) Armário cápsula

A ideia do armário cápsula remete ao movimento do slow fashion, no qual refletir sobre suas escolhas de
consumo e de posse fazem toda a diferença! Essa ideia, que consiste em ter a menor quantidade de roupas
possível, se popularizou por meio da blogueira Caroline, do blog U
nfancy, que incorporou a técnica em sua
vida para simplificar seu cotidiano. E os relatos foram positivos! Ela conta que ter menos peças, significa sim
mais praticidade na hora de se vestir e menos bagagem pra carregar nessa vida. Caroline tem um guarda-roupa
maior do qual, a cada estação, separa apenas 37 peças para encarar os próximos três meses. O restante das
roupas ficam armazenadas em caixas e as peças que não lhe fizeram nenhuma falta durante um longo tempo
vão para doação.

Ela ainda acrescenta que o processo não precisa ser doloroso ou extremo. O número de peças escolhidas é
variável e cada pessoa pode achar o seu, de acordo com as próprias necessidades. A redução da quantidade de
peças é outro aspecto que acaba sendo muito natural também, pois você conclui, de maneira lógica e consciente,
que não precisa mais das outras peças armazenadas. Por fim, é importante ressaltar: o principal objetivo não é
traumatizar ninguém, mas apenas fazer escolhas conscientes que culminam em um estilo de vida mais simples,
criativo, muito mais estiloso e cheio de personalidade, já que este também é um belo exercício de auto conhecimento.

2) A técnica de Marie Kondo

2

Em A Mágica da Arrumação, Marie Kondo ensina uma técnica japonesa de arrumação, onde você só
mantém na sua vida aquilo que te traz felicidade. A mensagem é muito mais que prática, mas também
poética. O método KonMarie te mostra o quão importante é desapegar das coisas que não trazem a
real felicidade e que, ao invés de se desperdiçar suas energias pensando naquilo que já foi, é essencial
canalizar seu foco para cultuar e apreciar o que você escolheu para passar a vida inteira com você.
No caso das roupas, Marie ressalta que o processo é simples, mas demanda sua presença integral. Você
precisa estar em um dia sereno, juntar absolutamente todas as suas roupas – inclusive as que estão para
lavar – e ter um momento de reflexão. Ela enfatiza a importância do processo cauteloso de pegar cada
peça nas mãos, sentir a energia dela e então perguntar a si mesma: “Isso me traz felicidade?”. Ao segurar
o objeto, a autora diz que é possível sentir o “sparkle joy”, que nada mais é que uma faísca de felicidade
que faz você ter a convicção que aquilo deva permanecer com você por mais tempo ou ir para doação/venda.
Enfim, a prática é quase uma humanização das roupas e, sem dúvida, uma técnica interessante para se
buscar mais leveza e organização nos seus dias.

3) LENA Fashion Library
Compartilhar também é um novo artifício para consumir menos. No setor da moda, o conceito de fashion library
(em tradução literal, biblioteca da moda) é totalmente novo e foi criado em Amsterdã. A missão da LENA Fashion Library
é compartilhar peças de boa qualidade entre as mulheres da região, pra que nessa lógica o custo não seja alto
nem para as pessoas, nem para o meio ambiente. Como em qualquer biblioteca comum, são aceitas doações em
bom estado e preza-se pelos cuidados do produto alugado. A LENA dispõe enorme variedade de roupas para suas
clientes – de inverno, verão, para festas e outras muitas categorias – e em resumo, o conceito é um novo jeito de
selecionar peças variadas com muito estilo e entregar isso ao público de um jeito diferenciado, passando por cima da
superficialidade das fast fashions.  As clientes pagam
 € 19,95 (quase 70 reais) e têm acesso a uma quantidade de
pontos que poderá converter no aluguel das roupas. Quanto maior a sua contribuição em dinheiro, maior será a
quantidade de pontos disponível para emprestar as peças durante determinado tempo. Ao se inscrever, as clientes
ganham
ecobags para que não seja necessário o uso de sacolas plásticas ou de papelão. A grande intenção da
idealizadora é que algum dia, o conceito se propague a ponto de existir uma fashion library em cada bairro do mundo,
onde as pessoas poderão compartilhar suas roupas. 

O Bazar da Praça tem um brechó maravilhoso – Brechó DaPraça -, uma oportunidade de reuso de peças em ótimo estado,
mas que deixaram de fazer sentido no armário. Venha conhecer e, se tiver interesse de participar, mande um email para o
interesse@bazardapraca.com.br.

Tanta iniciativa legal faz mesmo a gente refletir nossas práticas cotidianas, né?! O que podemos fazer pra estar cada
vez mais próximos do mundo que queremos pra nós? Pra reflexão do final de semana. 🙂

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s